Realização da Celebração do Sacramento da Crisma 2017


“Ungidos com seu óleo santo, nós seremos testemunhas do seu amor”! Foi essa a mensagem que direcionou toda a missa da crisma que aconteceu no dia 19 de novembro. Cercados de muita emoção e louvores a Deus, a Celebração do Sacramento da Crisma foi um momento muito especial de adoração e entrega.

 

Os crismandos foram preparados  para participarem da Celebração do Sacramento da Crisma, onde receberam os Sete Dons do Espírito Santo. Eles participaram do ritual de renovação do batismo, e, com as velas acesas no Círio Pascal, mostraram a disposição individual de seguir a Cristo de modo consciente, sendo sempre guiados pela luz de Cristo. 

 

Além disso, os crismandos receberam a Unção da Crisma, onde foram investidos, autorizados e consagrados para a missão de Jesus Cristo. Após esse momento, eles participaram do Rito da Comunhão, comungando o Corpo e Sangue de Cristo Jesus.

O Bispo da Diocese do Recôncavo Dom Hélio Pereira dos Santos que presidiu da celebração da Crisma, destacou que esse é um grande passo na vida de cada pessoa.

“A Crisma é o sacramento que o fiel cristão católico recebe  através da ação do Bispo, que é um sucessor dos apóstolos. Ele realiza a unção de  um óleo santo que é extraído da Oliveira, preparado ainda na Semana Santa. É um sacramento que nos dá o Espírito Santo, imprime em nossas almas o caráter de soldados de Cristo e nos faz verdadeiros cristãos. É a confirmação do nosso batismo, que também chamamos como sacramento da maturidade”, explica.

 

A Celebração da Crisma foi um momento muito especial que tocou o coração de todos os presentes. Parabenizamos os nossos crismados pelo sacramento recebido, a Padre Francisco e a equipe de catequistas por este belo e organizado projeto,  emocionando os presentes que testemunham esta bela Celebração.

 

Ainda nesta Celebração foi entoado pela primeira vez o hino do Jubileu dos 300 anos da Paróquia de Oliveira, autoria do Diácono Alan Bacelar.

Deus Seja louvado,

Veja Abaixo a galeria de Fotos: Créditos Márcio Valverde

Comente via Facebook